Abdominoplastia é indicada para corrigir flacidez?

Existem diversos fatores que podem estar relacionados com a flacidez do abdômen, como a gravidez, o envelhecimento e a perda natural de tônus muscular, grandes oscilações de peso (efeito sanfona), genética e até cirurgias prévias.

É comum que o tão sonhado abdômen lisinho e tonificado não seja alcançado apenas com uma dieta balanceada e uma rotina de exercícios físicos. 

E o que pode ser feito? A solução é a abdominoplastia! Ela visa deixar a aparência da barriga mais plana e tonificada.

Você sabe como funciona? Se a resposta for não, então siga a leitura e descubra tudo sobre o procedimento!

Como tratar a flacidez?

A flacidez na barriga é um problema que pode causar grande desconforto físico e emocional. Evitar usar uma roupa mais justa ou usar biquíni na praia são apenas uma pequena parcela das situações que podem surgir devido ao problema. 

Nestes casos, o mais indicado é a abdominoplastia. A cirurgia consiste em remover o excesso de gordura e de pele do abdômen, além de restaurar os músculos reto abdominal e oblíquos enfraquecidos ou separados da barriga. O resultado? Um perfil abdominal mais liso e tonificado.

Como é feito o procedimento?

Após a anestesia, o cirurgião plástico dá sequência ao procedimento com uma incisão horizontal inferior no abdômen, que segue ao descolamento da área entre a linha do púbis e o umbigo. A extensão e formato podem variar conforme as necessidades de cada paciente, ou seja, o grau de correção necessário.

Através da incisão, os músculos enfraquecidos do abdômen são reparados e suturados, ao mesmo tempo em que o excesso de gordura, e pele são removidos, resultando em um abdômen mais plano e uma cintura mais marcada. 

É importante destacar que normalmente não deixamos cicatriz no novo umbigo, pois o mesmo é confeccionado novamente, ressecando o umbigo antigo e confeccionando um novo, tornando mais natural e sem cortes.

É comum que a abdominoplastia seja feita em conjunto com a lipoaspiração. Isso dará uma aparência ainda mais tonificada e condicionará melhor o contorno corporal.

No dia da cirurgia, você deve levar alguém para acompanhá-lo (a) e fazer companhia ao menos na primeira noite após o procedimento.

Os resultados da abdominoplastia são inicialmente encobertos pelo inchaço e a dificuldade de ficar totalmente ereta até que a cicatrização interna seja finalizada. 

No entanto, em média em uma semana a paciente já consegue ficar totalmente em pé e poderá começar a ver os resultados do seu novo contorno. 

Existe algum cuidado pré-operatório?  

A resposta é sim! O médico deve avaliar o estado geral e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco por meio das consultas pré-operatórias e exames complementares.

As avaliações podem incluir exames de sangue, urina, eletrocardiograma do coração e exames de imagem. Qualquer alteração na menstruação ou possibilidade de gravidez deve ser comunicada ao cirurgião.

Outro fator muito importante é parar de fumar com bastante antecedência à cirurgia. Em alguns casos, é preciso ajustar medicamentos atuais e evitar certas medicações como aspirina e anti-inflamatórios para não correr o risco de sangramentos.

Além disso, é fundamental comunicar sobre qualquer tipo de infecção que possa surgir uma semana antes da cirurgia, como um resfriado ou herpes, por exemplo.

O médico também poderá indicar uma dieta mais balanceada meses antes da abdominoplastia, rica em vitaminas A,B,C, Ferro e Zinco para deixar o corpo bem nutrido e facilitar o processo de cicatrização. 

Posso fazer a abdominoplastia estando acima do peso? 

SIM. A abdominoplastia é indicada para perda de peso em alguns casos, mas o recomendado sempre é estar o mais próximo do seu peso ideal. O procedimento não substitui a necessidade de uma dieta balanceada antes e após a cirurgia ou um programa adequado de atividades físicas.

Além disso, ela também não visa a correção das estrias, no entanto, boa parte pode ser removida ou ligeiramente melhorada se estiverem nas áreas em que a pele adicional é removida.

Quais são os cuidados pós-operatórios?

Após a abdominoplastia, o cirurgião plástico pode envolver a região em uma bandagem elástica ou compressão para minimizar o inchaço e sustentar os novos contornos durante o processo de cicatrização.

Normalmente não utilizamos dreno em abdominoplastia. 

Nos primeiros dias, é normal andar um pouco curvada para não forçar o abdômen, além disso, dormir de barriga para cima, evitando ficar de barriga para baixo para não pressionar ou machucar a cicatriz é fundamental.

É preciso também usar uma cinta modeladora por um período de 30 dias para comprimir o abdômen e reduzir o acúmulo de líquidos, dando maior segurança e conforto, modelando as curvas e deixando mais fácil a movimentação.

Instruções pós-cirúrgicas como cuidados, medicamentos e outras questões específicas sobre a região e saúde no geral, devem ser esclarecidas na consulta com o cirurgião plástico. 

É importante realizar a cirurgia com um profissional experiente e que tenha um bom relacionamento com você. Para alcançar resultados satisfatórios, é fundamental procurar um cirurgião plástico de confiança certificado pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). 

Conte com a Scipioni

Ficou interessado em realizar a cirurgia de abdominoplastia? Conte conosco! 

A equipe da Scipioni é composta por profissionais qualificados e especializados para realizar procedimentos, diagnósticos, tratamentos e abordagens clínicas de forma 

humanizada, com foco na segurança, conforto e bem-estar do paciente. 

Entre em contato e agende uma consulta. 

Compartilhar Post