Prótese de Silicone ou Mamoplastia de Aumento

O implante de prótese mamária, ou mamoplastia de aumento, é um dos procedimentos de cirurgia plástica mais comuns realizados atualmente. É muito comum em jovens e adultas jovens, com ou sem ter tido gestações. Com o decorrer do tempo, fatores como idade, genética, gravidez, alterações no peso, exposição ao sol e gravidade podem mudar o tamanho e a forma das mamas. Mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou tiveram alterações na forma de suas mamas podem obter mamas mais firmes e atraentes com a mamoplastia de aumento. Nesse tipo de procedimento, a prótese é colocada sempre atrás DA MAMA, mas pode ser colocada na FRENTE ou ATRÁS do Músculo Grande Peitoral. A cirurgia tem como finalidade aumentar o tamanho das mamas, deixá-las simétricas, devolver seu volume, firmá-las ou reconstruí-las após perda total ou parcial. É importante lembrar que o implante mamário não consegue corrigir as mamas caídas, quando existe muita pele sobrando. Nesses casos, geralmente é necessária uma Mastopexia (retirar pele) de aumento, que pode ser realizada em conjunto com esse procedimento.

Opções de implantes

Os implantes possuem uma variedade de formas, texturas e perfis. Podem ser redondos ou anatômicos e ter superfície lisa, texturizada ou cobertura de poliuretano. O perfil de um implante mamário pode ser baixo, moderado,alto e superalto. Finalmente, variam de tamanho ou volume. Hoje possuímos em torno de 16 formatos diferentes de cada tamanho de prótese, logo quando definimos um tamanho de prótese temos que ao mesmo tempo ver qual o melhor desenho para cada paciente.

Temos também que definir qual a marca a ser usada, pois o mercado possui mais de dez marcas regularizadas pela Anvisa e Inmetro, variando muito segurança, qualidade, tecnologia, pesquisas e também custos entre elas. Os EUA possui apenas 3 marcas regularizado pel0 FDA, e preferimos usar apenas estes, por serem

O que dá forma à mama?

A mama é formada por glândulas e ductos, cercados por tecido gorduroso que dá a ela sua forma e leveza. A elasticidade da pele também contribui para seu formato. Certos fatores, como idade e gravidez, podem afetar a elasticidade da pele e do tecido mamário, o que muda sua forma e aparência. As próteses mamárias podem ser colocadas em dois locais diferentes: retromuscular (ou submuscular) e anteromuscular (ou subglandular). Na submuscular, o implante é colocado parcial ou totalmente abaixo do músculo peitoral, contra a parede torácica. Na colocação subglandular, a prótese é posicionada abaixo do tecido mamário e acima do músculo peitoral.

Duração do Procedimento

A duração dos procedimentos para aumento mamário normalmente dura em torno de uma hora.

Técnicas de Incisões

Incisão Areolar

É feito uma pequena incisão no perímetro inferior da aréola, a mama é cortada sendo colocado a prótese abaixo da glândula mamária, na frente ou atrás do músculo peitoral. Em aréolas pequenas esta técnica fica dificultada ou impossibilitada. Por ser cortada o complexo aréolo mamilar mais facilmente pode gerar perda da sensibilidade transitória ou permanentemente. É a técnica que mais manipula e agride a glândula mamária.

Incisão Axilar

A incisão transaxilar é feita na dobra natural da axila, sem cicatriz na mama. É feita uma pequena incisão em cada axila. Com o auxílio de um descolador descola-se uma loja para se acomodar o implante. Pode-se colocar o implante tanto na frente como atrás do músculo por esta via de acesso. Pela via axilar mantém-se  mama totalmente integra, pois o corte é na axila e se o descolamento for retro muscular a mama fica 100% intacta. É a cicatriz que proporciona a mais rápida recuperação, pode movimentar e erguer os braços mais precocemente e a que fica com aspecto mais natural e menos perceptível.

Nesta técnica comumente pode-se retirar-se as glândulas do suor, e resolver também o suor excessivo da axila de forma definitiva.

Incisão Inframamária (Sulco Mamário)

A incisão inframamária é feita na dobra abaixo da mama. É feita uma pequena incisão em cada uma delas para obter melhor acesso ao tecido abaixo da glândula mamária, seu tamanho pode variar de acordo com o tamanho do implante. É a técnica mais fácil para o cirurgião plástico, mas ao mesmo tempo a que apresenta mais facilmente uma cicatriz inestética. O corte é feito no corpo da mama, em local onde a prótese fica mais próxima do meio externo, e portanto onde exerce mais tensão, dificultando os movimentos mais precoces, bem como retarda a possibilidade de dormir de bruços. Por esta via pode-se também se colocar o implante tanto na frente como atrás do Músculo peitoral.

Procedimento

Cuidadosamente, descola-se o espaço no qual será alojado a prótese, com o auxílio de um instrumento conhecido como descolador onde se colocará o implante. Pode ser colocado na frente ou atrás do músculo Peitoral, por todas as vias de acesso.

Normalmente coloca-se um dreno que tem por finalidades: eliminar o sangue acumulado ao redor do implante e acelerando sua fixação no organismo, diminuir hematomas e ecmoses, diminuir risco de infecção, diminuir índice de contratura capsular, diminuir risco de deslocamento da prótese. Este dreno permanece por quatro dias em média.

Fechamento das Incisões

As incisões são fechadas com suturas absorvíveis internos e cola com fita microporada externamente. As cicatrizes amenizam lentamente dentro de alguns meses, mas pode levar um ano até que estejam completas. Como em todo procedimento cirúrgico, a paciente pode sentir dor e inchaço na área operada. O inchaço diminui em poucos dias, mas pode persistir por algumas semanas.

Malha de compressão

O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxilia no processo de cicatrização. As malhas de compressão proporcionam conforto e sustentação, diminuem o inchaço e ajudam a manter a posição dos implantes. Daí a importância de usá-las conforme orientação médica.

Resultados e Recuperação

Você provavelmente poderá voltar ao trabalho após três a sete dias do procedimento. No entanto, é importante evitar atividades intensas e carregamento de peso por três ou quatro semanas. O resultado será visível depois que os implantes estiverem adaptados e o inchaço tiver desaparecido por completo. É importante lembrar que a forma das mamas continuará sofrendo mudanças ao longo do tempo. Entretanto, os resultados do implante de prótese mamária normalmente são mais duradouros, mas as mamas não permanecerão firmes indefinidamente.